-Lições de discipulado (26) دروس في التلمذة-

LID # 26 - Multiplicando Discípulos

          Este é o Dr. Ed Hoskins dando as boas-vindas às Lições de Discipulado, uma série projetada para ajudar os novos crentes a se estabelecerem em sua fé cristã. A sessão de hoje é Multiplicando Discípulos. Primeiro, deixe-me contar um pouco sobre mim. Eu sou um médico aposentado que passou 34 anos em medicina de família e saúde estudantil. Tornei-me cristão há 50 anos e, no início da minha fé, fui ajudado pelos Navigators, uma organização cristã internacional não denominacional cujo objetivo declarado é Conhecer a Cristo e torná-lo conhecido. Faço parte da equipe dessa organização desde 1980. Lessons in Discipleship é uma compilação do que aprendi naquela época com a Bíblia e sob a direção dos Navegadores. O que aprendi então, agora passo para você. A sessão de hoje é Multiplicando Discípulos.

Jesus passou três anos vivendo com seus discípulos e ensinando-lhes tudo o que ele queria que eles soubessem. Ele orou com eles. Ele os ensinou. Ele caminhou com eles e sofreu com eles.

Ele também os ensinou a atender às necessidades de outras pessoas, incluindo expulsar demônios e curar os enfermos. No evangelho de Marcos, lemos que Jesus “os designou (os doze) apóstolos - para que estivessem com ele e ele os enviasse a pregar”. (Marcos 3:14)

Então, no evangelho de Mateus, Jesus disse: “Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, e ensinando-os a obedecer a tudo que eu lhes ordenei. E com certeza estarei com você para sempre, até o fim dos tempos ”. (Mateus 28: 18-20)

Observe que Jesus começou com esses doze, mas ele estava sempre olhando além dos doze. Ao longo dos doze, ele estava olhando para as nações do resto do mundo.

Vamos continuar examinando esse conceito. No evangelho de João, vemos a oração de Jesus no jardim. Ele está falando com Deus. “Eu oro por eles (os doze).” (João 17: 9) Ele continua, “Minha oração não é para eles sozinho. Eu oro também por aqueles que vão acreditar em mim através de sua mensagem, que todos eles sejam um, Pai ... para que o mundo pode acreditar que você me enviou. ” (João 17: 20-21)

Nessa passagem, vemos quatro gerações diferentes. Primeiro vemos Jesus investindo em eles (os doze) - eles são a segunda geração. Terceiro, nós vemos aqueles que vão acreditar em mim através de suas palavras. E quarto, que o mundo pode acreditar. Isso tudo aconteceu nos primeiros 2000 anos e nos inclui hoje.

O apóstolo Paulo escreve a seu discípulo Timóteo: “E as coisas que me ouviste dizer na presença de muitas testemunhas, confie a homens confiáveis, que também serão qualificados para ensinar outros também”. (2 Timóteo 2: XNUMX)

Mas Paulo também estava olhando para uma série de gerações nas quais investir espiritualmente. Primeiro foi Paul. Em segundo lugar estava Timóteo, que deveria então passar para homens de confiança (terceira geração), que por sua vez seriam capazes de ensinar outros também (quarta geração). Paulo não fez isso apenas com Timóteo. Ele também fez isso com muitos outros, como Silas, Barnabé, Lídia, o carcereiro de Filipos e muitos outros. Bem, isso continuou e, finalmente, ele está olhando para o mundo. Na verdade, estamos aqui hoje 2000 anos depois, porque Paulo e muitos outros como ele transmitiram os mandamentos de Jesus para o discipulado. Jesus queria que eles transmitissem a outros tudo o que ele havia ensinado e mostrasse a eles sobre si mesmo. Este era o plano de Jesus. Ele quer que façamos o mesmo. E, aliás, esta é a chave para multiplicar discípulos - fazer com que eles transmitam a outros o que aprendemos sobre Jesus e segui-lo.

Sempre gostei desse processo de cinco etapas para transmitir a verdade. Em primeiro lugar, sempre que estou tentando transmitir um ensino importante, diga à pessoa por quê - mostre a ela na Bíblia por que essa verdade ou habilidade é importante. Em segundo lugar, mostre a eles como fazer. Você sabe, pegue-os pela mão, dê a eles em um exemplo prático. Faça isso junto com eles. Terceiro, faça com que eles comecem. Todos têm inércia, mas podemos ajudá-los a começar. Quarto, as pessoas ficarão desanimadas. Nós os verificamos e continuamos os encorajando a continuar. Quinto, faça-os passar para outros - essa é a verdadeira chave para multiplicar discípulos - faça-os passar para outros.

Se houver alguém que deseja sair e pregar para milhares, eles podem pregar para dez, cem ou mil pessoas todos os dias. Achamos que seria fantástico. Mas, realisticamente, isso é apenas adicionar. Se cada pessoa que ensinamos passa para outra, isso se torna multiplicação.

Vejamos a ilustração do tabuleiro de xadrez. Pegue um grão de trigo e coloque-o no primeiro quadrado de um tabuleiro de xadrez que tem 64 quadrados. Agora dobramos isso no quadrado 2 - ou 2 grãos de trigo. Dobre novamente. Agora, quantos grãos estão no quadrado 3? Agora são quatro! E oito na próxima praça. Quanto trigo você acha que teria no final - em todos os 64 quadrados do tabuleiro de damas?

Calculando 1,000,000 de grãos de trigo por alqueire de trigo, no final você tem trigo suficiente para enterrar todo o estado de Indiana com quase XNUMX quilômetros de profundidade. Esse é o poder de multiplicar seus esforços, em vez de apenas adicionar. A chave para multiplicar discípulos é ensinar aqueles que você discipula a transmitir a outros o que você aprendeu de Jesus e o que eles aprenderam de você.

Aqui está outra ilustração. Pegue uma única página de papel datilografado - empilhadas, são provavelmente 100 páginas por polegada. Agora pegaremos uma folha de papel datilografado, dobraremos em duas e, em seguida, dobraremos novamente e novamente. Se você pudesse dobrá-lo 50 vezes, qual seria a sua espessura?

Bem, obviamente isso não pode ser feito, mas se você pudesse, acabaria com uma pilha de papel que teria mais de 177 milhões de milhas de altura. Isso é o suficiente para chegar à lua e voltar 371 vezes. Este é o poder de multiplicar seus esforços, em vez de apenas adicionar.

Novamente, a chave para multiplicar discípulos é ensinar aqueles que você discipula a transmitir a outros o que você aprendeu de Jesus. A propósito, eu me envolvi nesse tipo de multiplicação de discípulos há 50 anos e ainda estou envolvido nisso até hoje.

Vamos resumir o que aprendemos nesta breve apresentação.

Primeiro, Jesus passou três anos de sua vida vivendo com seus discípulos, comendo com eles, pregando com eles e atendendo às necessidades dos perdidos.

Em segundo lugar, ele disse a seus discípulos, seus seguidores, para irem e fazerem o mesmo. Essa foi a estratégia de Jesus, demonstrando discipulado e ensinando-os a fazer o mesmo. A visão de Jesus sempre foi, em última análise, o mundo.

Terceiro, há um grande poder em multiplicar seus esforços, construindo espiritualmente profundamente aqueles que você está ajudando. Pode parecer lento no início, levando seis meses ou um ano, talvez até cinco anos e às vezes mais. Mas produz os efeitos mais duradouros e permanentes. Estamos aqui hoje porque os discípulos de Jesus fizeram exatamente isso.

Pegue o que você aprendeu nesses tópicos nas Lições de Discipulado e faça o mesmo com os outros. Que Deus lhe dê força e graça para continuar. Continue proclamando o evangelho e siga a Jesus.

Bem, veremos você na próxima vez, quando cobrirmos a lição 27 em Lições de discipulado, quando nosso tópico será o Princípio de Shamgar.

Isso encerrou a apresentação de hoje das Lições de Discipulado. Obrigado por fazer parte. Até a próxima vez, continue seguindo Jesus. Ele vale a pena!

Lições recentes